Série Locomotiva 12 relembra história da EFMM em Porto Velho.

Local foi inaugurado em 1° de agosto de 1912.

Série Locomotiva 12 relembra história da EFMM Rede Amazônica O complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM) completa 108 anos neste sábado, 1° de agosto de 2020.

Para celebrar a data, a equipe de reportagem da Rede Amazônica percorreu o trecho que compõe a estrada de ferro em Porto Velho.

Foram sete quilômetros e horas de caminhada para mostrar os principais pontos da ferrovia na série Locomotiva 12. O passeio do repórter André Oliveira começou pela região de Santo Antônio.

Para essa jornada ele contou com a companhia da professora de História Rita Vieira.

Depois eles passaram pela Vila Candelária, Triângulo, Cai N'água e, por fim, o complexo da EFMM. Abaixo, assista ao episódio 1 da série Locomotiva 12: Locomotiva 12 - primeiro episódio Abaixo, assista ao episódio 2 da série Locomotiva 12: Locomotiva 12 - segundo episódio Abaixo, assista ao episódio 3 da série Locomotiva 12: Locomotiva 12 - episódio 3 História A Estrada de Ferro Madeira Mamoré foi inaugurada em 1° de agosto de 1912.

A construção da ferrovia fazia parte do tratado de Petrópolis selado com a Bolívia, em 1903, após a compra de território boliviano pelo Brasil.

O 'combinado' no tratado foi construir a ferrovia Madeira Mamoré em um prazo de quatro anos. Após ser inaugurada, a EFMM deu lucro durante dois anos.

Depois entrou em declínio devido à queda vertiginosa da participação brasileira no mercado da borracha.

Isso porque a concorrência asiática oferecia um produto de qualidade e de mais fácil extração, afetando assim a exportação brasileira. Com 54 anos acumulando prejuízos, Humberto de Alencar Castelo Branco determinou a erradicação da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré sendo substituída por uma rodovia. Minissérie Mad Maria As dificuldades para construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré foram mostradas na minissérie Mad Maria, da Globo.

A produção audiovisual foi exibida na TV em 2005. A trama da minissérie começa em 1911, um ano antes da finalização da estrada de ferro.

A direção optou por gravar nos mesmos locais onde se passa a trama original, no pequeno vilarejo de Abunã e Santo Antônio. Mad Maria foi protagonizada pelos atores Fábio Assunção, Fidellis Baniwa e Ana Paula Arósio. Para gravar a minissérie, a equipe da Rede Globo contou com o apoio do governo de Rondônia, que investiu na recuperação de 8 km da ferrovia, no restauro de uma locomotiva e na cessão de operários, médicos e policiais para acompanhar as equipes de gravação.

Ao todo, a minissérie mobilizou cerca de 400 profissionais em Rondônia. Abaixo, reveja cenas da minissérie Mad Maria. Mad Maria (2005): Abertura Mad Maria: Stephan Collier encontra dificuldades