A apreensão de 330 litros foi realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-267, nesta segunda-feira (29) na BR-267.

O material produzido será destinado à hospitais da região para ajudar no combate ao novo coronavírus.

PRF de Juiz de Fora doa 330 litros de cachaça para a produção de álcool em gel PRF/Divulgação Mais de 300 litros de cachaça apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Juiz de Fora serão transformados em álcool em gel que será usado em ações de enfrentamento ao novo coronavírus nos hospitais da região. A transformação dos 330 litros de cachaça será feita por equipe do Instituto Federal (IF) do Norte de Minas Gerais e a decisão da doação das bebidas ao Instituto se deu pela impossibilidade de descarte dos produtos em aterro sanitário. De acordo com a PRF, os 330 litros de cachaça foram apreendidos nesta segunda-feira (29), no km 115 da BR-267, em Juiz de Fora.

As bebidas foram encontradas em um carro, conduzido por um idoso de 62 anos, e não apresentavam qualquer tipo de identificação, registro, inspeção, rótulo ou documentação fiscal. A cachaça era transportada dentro de jarros e pareciam ser de fabricação artesanal.

Segundo a PRF, é obrigatória a apresentação do registro para este tipo de mercadoria, de acordo com o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa). Material estava sendo transportado sem documentação fiscal PRF/Divulgação O condutor do veículo contou aos militares que adquiriu a bebida em um alambique, em Visconde do Rio Branco, pelo valor de R$ 580, e o objetivo era revendê-la em Petrópolis (RJ).

A PRF acionou os órgãos responsáveis e encaminhou a ocorrência à Vigilância Sanitária de Juiz de Fora, para adoção das medidas administrativas pertinentes.

O condutor do veículo foi liberado.