Imagem ilustrativa. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)



O primeiro caso de coronavírus em Mato Grosso do Sul foi registrado no dia 14 de março. Dez meses depois o estado já registra 129.484 pessoas contaminadas e 2.245 óbitos.

Número que diminuiu nesta segunda-feira (28). Conforme boletim divulgado pela SES (), Juti e Eldorado já não fazem mais parte da lista de cidade ainda sem registro de s por coronavírus. Foi registrado um óbito em cada.

Com isso, Mato Grosso do Sul possui 5 municípios sem registros de s pela , são eles: Novo Horizonte Do Sul, Figueirão, Caracol, Santa Rita Do Pardo e Jateí.

Essas 5 cidades também estão entre as que menos registraram casos da doença em Mato Grosso do Sul, sendo que 4 ainda não alcançaram os 100 infectados ao longo da pandemia, mesmo que os poucos casos não seja um critério para explicar o número de s, ou neste caso, as cidades sem s.

Novo Horizonte do Sul possui apenas 31 casos confirmados e é a segunda cidade com menor número de confirmações em MS. Figueirão possui 44 casos confirmados até o momento, Caracol possui 88, Santa Rita do Pardo 98 confirmações e Jateí 193 casos.

Incidência por 100 mil habitantes

Como já observado diversas vezes pelas autoridades de saúde, a melhor forma de observar o avanço ou gravidade da doença em algum município é analisar a incidência a cada 100 mil habitantes.

Nova Horizonte do Sul, a cidade com menor número de casos entre aquelas que ainda não registraram óbitos, possui cerca de 3,6 mil habitantes e uma incidência de 841 casos a cada 100 mil habitantes, ainda uma das mais baixas do estado.

Figueirão possui, hoje, cerca de 3 mil habitantes segundo o IBGE, e uma taxa de incidência de 1.438 casos confirmados de coronavírus a cada 100 mil habitantes.

Caracol possui cerca de 6,1 mil moradores e 88 casos confirmados, gerando uma incidência de 1.423 casos a cada 100 mil habitantes. Santa Rita do Pardo, com 7,8 mil pessoas, possui uma taxa de 1.241 casos a cada 100 mil habitantes.

Jateí, com cerca de 4 mil moradores e 193 casos confirmados, alcança uma taxa de incidência de 4.800 casos a cada 100 mil habitantes.


Por: 



Deixe seu Comentário