Em 2020, foram direcionados mais de 1 milhão de reais de recursos para projetos de diversas áreas sociais.

Na agência Sicredi Juti o interesse pela comunidade é um dos principais pilares de empoderamento e transformação que por meio do Fundo Social, garante anualmente repasse de 1% dos resultados das movimentações financeiras do ano anterior às entidades interessadas e sem fins lucrativos, deliberado pelos associados em Assembleia Geral Ordinária.

Em 2020, foram direcionados mais de 1 milhão de reais de recursos para projetos específicos para as áreas de saúde, educação, esporte, cultura, segurança e meio ambiente, com objetivos de promover as transformações sociais na comunidade.

A iniciativa da cooperativa em 2020 permitiu que as entidades interessadas pudessem inscrever projetos e encaminhá-los para agências da Sicredi Centro-Sul MS, nos municípios de atuação, para avaliação do comitê formado pelos gestores das agências e os coordenadores e suplentes de núcleo, que representam os associados e fazem a destinação dos recursos disponíveis.

De acordo com o gerente da Agência Sicredi Juti, Thiago Marcondes, as entidades que cadastraram no Fundo Social e tiveram seus projetos aprovados previamente, foram a Casa Lar São Geraldo (Lar do Idoso) e o Parque Fênix por meio do Instituto Cerrado Guarani, que dividiram repasse no valor de R$ 11.651,00.


Thiago Marcondes ressalta que “foi uma grande satisfação poder contribuir com o projeto da Casa Lar São Geraldo, destinando verbas sociais para a manutenção da entidade e compra de vários utensílios de uso diário, necessários para os cuidados  dos idosos asilados, além de poder fazer parte da recuperação de um espaço que era um lixão a céu aberto por mais de 30 anos, e através de projeto elaborado pelo Instituto Cerrado Guarani e a Prefeitura de Juti, o local que poluía o meio ambiente e comprometia a saúde da população, foi transformado em um espaço de lazer e ornamentação, denominado de Parque Fênix”, finaliza.


O gerente Thiago destaca a importância do apoio e participação da prefeita Elizangela Martins Biazotti dos Santos (Laka), que não poupou esforços para pleitear os recursos do Fundo Social do Sicredi em parceria com o Instituto Cerrado Guarani, que visam promover mudanças nas vidas das pessoas e de toda a comunidade com investimentos em projetos relevantes.

Thiago Marcondes parabenizou os membros diretores e associados das entidades beneficiadas pelo Fundo Social e finalizou dizendo que “os recursos disponibilizados para entidades representam o mais nobre interesse para o crescimento do desenvolvimento intelectual, fortalecimento do bem-estar social e garantia de mais qualidade de vida para todos.

 

Por Rádio Criativa Juti

Deixe seu Comentário