A prefeita de Juti (PSDB), Elizangela Martins Biazotti, a Laka, explicou por que não vai disputar a reeleição nas eleições municipais deste ano. Ela detalhou os motivos da decisão (tempo junto à família). No entanto, afirmou que vai apoiar o vereador Adriano Passarelli (PP) pré-candidato à prefeito e Claudia (MDB), vice.

Desde quando filiou-se ao PSDB, a prefeita Laka fazia mistério em relação à disputa por um novo mandato. Mas, ainda não havia descartado oficialmente a intenção de concorrer. Recentemente, ela afirmou que um pedido da família para que não se candidatasse novamente e o desgaste causado pelo impacto da crise econômica do Brasil na administração, pesaram na sua decisão. “Urnas, agora, só para votar”, contou.

"Decisão duríssima. Foram noites em claro. Mas não dá. Não iria encontrar tempo nem de fazer campanha. A gestão está me exigindo mais do que vocês imaginam. A retração financeira é fortíssima. Então, como eu vou fazer campanha tendo que administrar essa crise? Seria como abandonar a cidade. Eu não vou abandonar uma gestão com responsabilidade para fazer campanha eleitoral", afirmou.

“Fechamos com o Adriano, um colega de infância. Tenho certeza que, sendo exitoso nas urnas, ele dará sequência no que implantamos nesses três anos de noves meses de governo”, afiança.

A prefeita Laka projeta entregar ainda no seu mandato a Capela Mortuária,  mais asfalto, mais uma ambulância, melhorias nos banheiros e cobertura do Estádio Municipal, troca de meio-fios, dentre outros. Ela elencou diversas conquistas em todos os níveis, saúde, educação, infraestrutura, e principalmente investimento em pessoal.

“Nossos secretários e assessores primaram por uma cidade sólida, transparente e feliz”, encera.


GAZETA MS

Deixe seu Comentário