Um assunto nostálgico tomou conta das redes sociais na manhã desta terça-feira (4). O famoso e nostálgico Orkut, rede social fundada em 2004 e propriedade do , foi recriado por um fã. A rede social, que unia fotos, depoimentos e comunidades, foi desativada pelo  em 2014 após o sucesso global do . Hoje, muita gente achou que ela havia ressuscitado.

Desde 2017 um site chamado Orkut.br está disponível, e foi desenvolvido por um fã da rede social. Ao entrar na página inicial, o usuário é logo avisado que “o orkut.br não tem vínculo com o ”, empresa que comandava a rede social em meados dos anos 2000. O aplicativo só está disponível para dispositivos Android.

Como a “nova” versão da rede social não tem vínculo com o , é impossível recuperar fotos ou fazer login na sua conta antiga, então descarte a possibilidade de fazer seus amigos sofrerem com lembranças da adolescência. A réplica do Orkut possui as mesmas ferramentas, como depoimentos e comunidades. Até a saudosa comunidade “Eu Odeio Acordar Cedo”, com a foto do Garfield, foi recriada.

Os comentários sobre o Orkut cresceram após rumores sobre um suposto plano de assinatura do  para uma versão paga, que pode adotar funcionalidades exclusivas para os assinantes. Na segunda-feira (3), alguns usuários responderam uma enquete sobre o que gostariam de ver na rede social de mensagens curtas, como vídeos com maior qualidade e a possibilidade de editar tuites já publicados.

Confira algumas das reações nostálgicas ao retorno do Orkut nas redes sociais:

Deixe seu Comentário