A administração municipal está empenhada em buscar alguma maneira de não ocorrer o fechamento do único Cartório de Registros Civil do município.

Conforme determinação da Corregedoria do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul o cartório de Juti deverá ter suas atividades encerradas no fim do mês de Maio.

A prefeita Elizângela Martins Biazotti dos Santos (Laka) contactou vários políticos sul-mato-grossense desde a tarde desta quarta-feira (27) e está tentando um encontro com o Tribunal de Justiça do Estado. Além de todo o esforço político empenhado na questão com a colaboração de lideranças do município, a Procuradoria Municipal formalizou pedidos de possíveis mediações ao Governo do Estado e Assembleia Legislativa.

Conforme a prefeita Laka, "Ficamos transtornados com a decisão de fechamento do cartório em Juti, mas mais do que de pressa começamos a contactar nossos representantes em outras esferas para nos ajudar, para que essa decisão seja revertida e que possamos contar com os serviços cartoriais que são fundamentais em qualquer localidade, sem contar com a dificuldade que enfrentaremos para buscar estes serviços em outras localidades, estamos fazendo nossa parte e estamos otimistas para que essa decisão seja mudada",comentou.



FONTE: ASCOM
Donny Rojas - MTB 1717/MS

Deixe seu Comentário