Quantas vezes você já não leu por aí declarações de artistas dizendo que formaram “grandes famílias” nos bastidores de uma série ou de um filme? Embora muitas vezes isso seja verdade quando pessoas trabalham juntas por muito tempo, é claro que nem tudo são flores. Sempre há brigas e desentendimentos, e alguns desses problemas são mais sérios que outros, podendo gerar graves consequências para o futuro das próprias produções. Lembra-se de algum personagem que saiu “repentinamente” de uma série que você amava? Ou de algum ator que foi substituído sem explicações? Talvez seja este o motivo.

TWO AND A HALF MEN

A crise entre Charlie Sheen e Chuck Lorre levou o intérprete do protagonista Charlie Harper a ser demitido da comédia Two and a Half Men. Em 2011, o ator foi desligado da série, na época a atração mais popular da rede CBS e que fazia dele o ator mais bem pago da TV. A demissão veio após uma onda de vexame midiático performada por Sheen, quando se recusou a entrar em um programa de reabilitação para tratar de seu envolvimento com drogas. Ele ficou na série até a 8ª temporada, e seu personagem foi considerado morto a partir da 9ª.

Após a demissão de Sheen, TAAHM  contratou Ashton Kutcher para viver um novo personagem, Walden Schmidt, que dividiu cena com o Alan Harper de Jon Cryer. Mesmo assim, a série passou por quedas constantes de audiência e acabou chegando ao fim após a temporada 12.

CASTLE

Dificilmente você vai encontrar algum fã de Castle que não torcesse insanamente pelo casal Richard Castle e Kate Beckett — apelidado de Caskett. Mas a dinâmica entre Nathan Fillion e Stana Katic aparentemente não era tão divertida quanto aquela entre os seus personagens. Há muitos rumores de que os dois não se davam bem e que, em um certo ponto, sequer conversavam mais do que o estritamente necessário entre uma cena e outra.

Apesar de a briga jamais ter sido oficializada, as coisas de fato transpareceram na história fictícia. A crise começou quando a ABC negociou a renovação do contrato de Fillion para uma suposta temporada 9, sem fazer o mesmo com Katic. A intérprete de Kate anunciou, então, que não retornaria para o tal nono ano da atração, e o mesmo faria Tamala Jones. Isso quando o showrunner Andrew W. Marlowe e a produtora executiva Terri Edda Millertambém já haviam dito que não iriam voltar de forma alguma.

O resultado? Mesmo com tudo alinhado para a 9ª temporada ser oficializada, a ABC reverteu a decisão e cancelou a série abruptamente antes da exibição do último episódio da 8ª. À época, chegaram a ser gravadas duas versões para o episódio final da temporada, uma deixando brecha para um possível retorno sem Beckett e outra encerrando a história. Obviamente, a segunda versão é a que foi colocada no ar. 

UM MALUCO NO PEDAÇO

Janet Hubert interpretava a Tia Vivian em Um Maluco no Pedaço entre 1990 e 1993, mas foi demitida da série, oficialmente, por “divergências com os produtores”. O que os rumores apontam há mais de duas décadas é que a relação entre Hubert e Will Smith não era das melhores, e que uma briga de egos entre ambos foi o que a fez ser demitida, e substituída por Daphne Reid até o fim da série em 1996. O fato de Smith tê-la rotulado como “difícil de trabalhar” acabou fazendo com que Hubert ficasse bastante escanteada na carreira como atriz em Hollywood, e por isso as mágoas permaneceram até recentemente.

MÁQUINA MORTÍFERA

O ator Clayne Crawford é a fonte dos problemas envolvendo a versão para a TV de Máquina Mortífera. Diversas foram as fontes que afirmaram que seu comportamento nos sets era abusivo e hostil, com parte da equipe ameaçando não retornar para a 3ª temporada caso o ator continuasse. Crawford pediu desculpas e afirmou que seu problema era apenas com Damon Wayans, mas isso acabou fazendo com que ele fosse demitido após o final da 2ª temporada.

No terceiro ano da série, Seann William Scott (American Pie) foi contratado para viver o novo parceiro de trabalho de Mortaugh (Wayans). Tudo ía aparentemente bem com a nova dupla, até Damon Wayans anunciar também a sua saída, para ter tempo de ficar com a família. A debandada causou o cancelamento da atração da Fox, com três temporadas.

THE GOOD WIFE

Por mais que os fãs adorassem a relação entre Kalinda Sharma e Alicia Florrick em The Good Wife, a história aqui é que as brigas entre Archie Panjabi e Julianna Marguliesficaram tão insustentáveis que as atrizes sequer contracenavam juntas — há uma infame cena em que as duas personagens estão no mesmo ambiente e a edição deixa claro que as filmagens aconteceram separadamente. Margulies jamais confirmou a briga entre as duas, mas Panjabi publicou várias indiretas no Twitter contradizendo a outra atriz.

O resultado? Archie deixou o elenco de The Good Wife após o fim da sexta temporada, e a sétima foi a última.

COMMUNITY

O drama ao redor da saída de Chevy Chase durante a 4ª temporada de Community foi muito mais dramatizado pela imprensa do que realmente deveria ter sido — ou pelo menos é o que afirma Dan Harmon. O desligamento de Chase aconteceu porque, entre outros motivos, o ator não estava muito confortável com os rumos da escrita de seu personagem.

Em um episódio da 4ª temporada, Pierce Hawthorne deveria fazer uma piada de cunho racista, e o ator negou-se a fazer a cena. No momento, ele disse a palavra n*gga (um termo altamente ofensivo), e saiu da sala, deixando para trás uma Yvette Nicole Brownbastante desconfortável. Ele estava dizendo a palavra para provar seu ponto de vista contra a piada do roteiro, e não direcionando-a a qualquer um dos presentes. 

Quando ele retornou disposto a, no fim das contas, gravar a tal cena em questão, descobriu que toda a discussão havia sido vazada para a imprensa.

Antes disso, no entanto, o comportamento errático de Chase no set já havia sido um problema. Quando o ator se recusou a gravar uma cena importante para o episódio final da 3ª temporada porque não achou que seria engraçado, foi a primeira vez que suas atitudes afetaram o destino da atração (já que a cena entre Pierce e Abed daria a conclusão necessária ao episódio “Digital Estate Planning”). Depois disso, Dan Harmon ligou para Chase a fim de tirar satisfações. O ator deixou uma mensagem de voz bastante “profana” como resposta, que posteriormente Harmon divulgou para a audiência em um show de comédia.

A suposta briga entre Dan Harmon e Chevy Chase foi transformada em manchetes de jornais e revistas durante semanas. No fim das contas, insatisfeito com o destino criativo de Pierce e cansado, Chase saiu na metade da 4ª temporada da comédia, após Harmon ter sido demitido no final da 3ª (e felizmente recontratado para a 5ª). 

GREY’S ANATOMY

São muitas as histórias e os rumores ao redor de Grey's Anatomy. Recentemente, a própria Ellen Pompeo revelou que o ambiente não era nada saudável na primeira década.

“Eu pensei em sair várias vezes”, afirmou. “Nós tivemos vários problemas culturais em Grey's. Posso dizer que isso aconteceu durante os 10 primeiros anos. Sérios conflitos, péssimos comportamentos e uma área de trabalho bem tóxica. Quando tive minha filha, durante a 6ª temporada, aos 40 anos de idade, percebi como tinha que cuidar da minha família e que não seria fácil arrumar esse salário em outro lugar. Foi quando decidi ficar de vez.”

Tenso? Talvez a mais notória até hoje seja ainda a saída de Katherine Heigl em 2010. A intérprete da Dra. Izzy Stevens teria se transformado em uma pessoa particularmente difícil com que trabalhar, além de ter começado a não medir palavras quando resolvia criticar o roteiro da série em entrevistas. Quando ela enfim saiu da série, Shonda Rhimesparece também ter ficado bastante satisfeita.

Antes disso, houve drama em 2006, após relatos de que o ator Isaiah Washington (Dr. Preston Burke) teria usado palavras de cunho homofóbico no set. Eventualmente, isso fez com que ele não retornasse para a série em 2007, para a 4ª temporada.

Já a respeito da infame saída de Patrick Dempsey, em 2015, a versão muda dependendo do tablóide. Houve boatos de que o ator comportava-se como "uma diva" nos sets ou que tinha comportamentos problemáticos com a equipe. De qualquer forma, o que sabemos é que de fato houve algum desentendimento entre Dempsey e Rhimes, e quem sofreu as consequências foi o McDreamy.

Seja como for, a série continua firme e forte rumo à temporada 16.

GLEE

Com um elenco formado por atores tão jovens quanto o de Glee, não chega a ser surpreendente que tenha havido crise nos bastidores do drama cômico de Ryan Murphy. Dos vários boatos de desentendimentos por trás das câmeras, aquele entre Naya RiveraLea Michele é o mais famoso. Os boatos dão conta de que as duas atrizes, que interpretavam espécies de inimigas, não se davam bem e mal conseguiam conviver pacificamente. 

Algum tempo após a série ter chegado ao fim, Rivera escreveu uma biografia em que contou sobre o drama com Michele. A intérprete de Santana afirmou que Lea queria ser sempre o centro das atenções e não sabia dividir os holofotes. Sentiu a batalha de divas?

Uma outra questão amplamente discutida, mas jamais confirmada, é um suposto problema entre Ryan Murphy e Dianna Agron. A história errática da personagem Quinn fez com que muitos fãs passassem a desconfiar de um descaso proposital. Depois que Agron deixou o elenco regular da série, a partir da 4ª temporada, suas aparições eram muito mais raras do que as dos demais membros do elenco, reforçando a ideia de que ela mesma queria distância por não estar satisfeita com os rumos da personagem. A cereja no bolo disso foi quando ela foi a única a não retornar para o episódio “The Quarterback”, em homenagem a Cory Monteith, quando todos os outros participaram. 

BARRADOS NO BAILE (BEVERLY HILLS, 90210)

Os relatos apontam que Shannen Doherty sempre foi uma atriz difícil com quem se trabalhar. Em Barrados no Baile, a história oficial é que a intérprete de Brenda Walsh não teria se poupado de brigas com os demais protagonistas e os produtores, o que levou à sua demissão em 1994. A ponta do iceberg? Quem teve parte disso foi Tori Spelling, filha do criador Aaron Spelling. Depois de uma briga entre Doherty e Jennie Garth, Tori foi diretamente ao pai e pediu que o papel de Shannen na série fosse descontinuado na 4ª temporada. Dito e feito.

CHARMED

Passada a crise em 90210, alguns anos depois Shannen Doherty foi escalada como uma das protagonistas de Charmed — que tinha ninguém menos que Alan Spelling entre os produtores. Dividindo o protagonismo com Alyssa Milano e Holly Marie Combs, Doherty foi envolvida em outro problema quando a disputa entre ela e Milano ficou insustentável.

Algumas fontes afirmam que o problema era que Doherty estava incomodada com a popularidade crescente de Milano, outras que ela simplesmente não gostava da direção que a história estava tomando. Eventualmente, em maio de 2001, o canal WB oficializou que Doherty estava fora da série, após três temporadas e 66 episódios.

BÔNUS: CÚMPLICES DE UM RESGATE

Tudo ía bem em Cúmplices de um Resgate, a novela original mexicana que foi sensação no SBT por volta de 2002, até que um dia Belinda é substituída por Daniela Luján no papel das gêmeas Silvana e Mariana. O motivo? A novela ficou tão famosa que a Televisa decidiu estendê-la no ar. A mãe de Belinda tentou renegociar o contrato da filha, que trabalhava duplamente interpretando as duas personagens centrais. A emissora se recusou a aumentar o salário, e o resultado foi a substituição. Pergunte a qualquer um que acompanhou a história à época. Aquilo sim que foi trauma. 


Por: Laysa Zanetti