Foto: Reprodução


Outros profissionais de saúde tiveram que separar os dois. Um deles registrou boletim de ocorrência por vias de fato.


Dois médicos de um hospital particular em Três Lagoas, a 313 quilômetros de Campo Grande, brigaram em um sala de cirurgia, na frente da paciente que seria operada, no fim da tarde de segunda-feira (5).

 

De acordo com informações do boletim de ocorrência, os dois cirurgiões discordaram em relação à operação e o mais novo, de 35 anos, empurrou o outro, de 40, colocando as duas mãos no peito dele.

 

A briga foi separada por outros profissionais da saúde que estavam na sala de cirurgia: duas médicas, uma enfermeira e uma instrumentadora.

 

O médico que afirma ter sido agredido procurou a polícia, contou sobre a briga e o caso foi registrado como vias de fato.

 

Em nota, o hospital informou que será aberta sindicância para apurar a situação, que o estado de saúde da paciente é estável e que a cirurgia é de caráter eletivo. Porém, não informou se o procedimento foi feito.

 

Nota do hospital

A Cassems reforça que os protocolos seguidos por seus hospitais próprios são rigorosos no controle da qualidade dos serviços prestados aos seus beneficiários, e não admitirá, sob nenhuma hipótese, quaisquer irregularidades cometidas por funcionários ou prestadores terceirizados. Uma sindicância interna será aberta para apuração dos fatos. O quadro clínico da paciente é estável e o procedimento é de caráter eletivo.



G1 MS

Deixe seu Comentário