Os moradores com contas de energia elétrica atrasadas em Mato Grosso do Sul podem renegociar e parcelar o débito a até está sexta-feira (27). Renegociações além de parcelar em até 60 vezes, tem condições de desconto de 100% dos encargos.

Até o dia 19 de dezembro, a Energisa, concessionária que administra a distribuição de energia elétrica na maioria das cidades do estado, informou que negociou com 10,4 mil pessoas, conseguindo acertar R$ 14,2 milhões em dívidas.

“Essa campanha tem como objetivo atender nossos clientes com uma ou mais faturas com mais de 30 dias em atraso, oferecendo oportunidade diferenciada para terminar o ano sem o nome negativado e evitando cortes de energia. Queremos fazer a diferença na vida dessas famílias”, explicou Jonas Ortiz, coordenador Comercial da Energisa.

A campanha ‘Receita de Mestre’ garante desconto de 100% dos encargos para pagamentos à vista e possibilidade de parcelamento em até 60 meses, com desconto de até 50% dos encargos e parcela mínima de R$ 20. As condições estão sujeitas a análise, e a negociação do pagamento dos débitos pode ser feita pelo titular, munido do documento de identificação.

Clientes interessados podem realizar as negociações pelo Call Center (0800 722 72 72) e também presencialmente nas agências de atendimento.

Em Campo Grande, Corumbá e Dourados o horário especial de atendimento das agências é das 8h às 12h.  As demais agências do interior funcionam das 7h30 às 11h30. Exceto em Douradina e Taquarussu, que estarão fechadas.


Cadastro na Tarifa Social


Os clientes que já fizeram a negociação e estão com a conta de energia em dia, podem se cadastrar na Tarifa Social de Energia Elétrica, garantindo economia de até 65% nas próximas faturas.


Essa tarifa especial é voltada para pessoas cadastradas em programas sociais do governo federal, desempregadas, autônomos como diaristas e pedreiros. O pré-requisito é que sejam pessoas de baixa renda e tenham o cadastro no NIS (Número de Identificação Social) ou NB (Número de Benefício) atualizado.

Em Mato Grosso do Sul, existe um número expressivo de famílias que têm o direito, mas ainda não fizeram o cadastro. Ao todo, 87 mil famílias estão aptas a obter o desconto. Destas, 28 mil são de Campo Grande.





Midia max

Deixe seu Comentário